Resenha / Crítica

Algumas análises de profissionais especializados na área da mente humana e do comportamento social.

0 +

Seguidores nas redes sociais

Prévia do Livro

Por fora aparento estar tão bem quanto você. Por dentro, meu coração derrama lágrimas de sangue.

Uma dor silenciosa que se espalha como um câncer. Está tudo confuso e bagunçado. Não entendo ou talvez não queira entender.

Oh dor maldita! Miserável! Não é digna de minha atenção, mas me corrói e me paralisa.

Nada tenho vontade de fazer e me chamam de vagal, nada tenho vontade de comer e pensam: idiota com tanta saúde que deveria agradecer cada grão de arroz, em um mundo onde tantos passam fome.

Faço tudo tão lentamente que pareço nada fazer. E, de fato, por vezes nada faço. A estagnação é o melhor dos estados naturais.

É difícil manter a concentração. Um curto caminhar já me faz esquecer do meu objetivo.

Estou doente? É fácil nos adjetivarem: fracassado, infeliz, rebelde, desocupado, indecente, azarado, doentio, desanimado, chato, tolo, babaca, covarde.

Difícil é conseguir ajuda. Sinto que não posso contar com ninguém. Complicado parece me compreender, mas também teria vergonha de me rastejar pedindo ajuda.

Que humilhação! Que situação degradável, horrível, obscura, sem rumo.

Se eu tivesse sido atropelado e estivesse estatelado no chão, ensanguentado, arrebentado, não me falariam: não adianta ficar deitado aí sem fazer nada, precisa reagir, ser mais enérgico, tem que sorrir, sua vida é boa, só foi atropelado e talvez morra.

Mas por que pedir socorro se vou ouvir as mesmas coisas? Sempre as mesmas historinhas: falta fé, tem que achar alguém para cuidar de você, precisa abaixar a cabeça e fazer o que os outros mandam, tem que seguir o sistema, fazer tudo igual todo mundo, segue o exemplo daquele seu parente bem-sucedido.

Porra! Bando de desgraçados inúteis que só ferram mais ainda com a nossa vida. Sigam vocês o que quiserem. Vai para a porcaria do caminho que acham melhor para vocês, mas não peçam que eu faça esse mesmo lixo indigno e desonesto só para ter essa vidinha fácil e confortável.

Pensa que manda em mim? Acredita que faço o que querem? Eu não sou objeto para alguém ter posse sobre mim e me moldar para me transformar em algo que não sou.

Não sou seu diamante bruto esperando para ser esculpido, não sou seu alimento pronto para ser queimado e comido, não sou seu cão para abanar o rabo na sua frente mesmo depois que me bate.

Não sou melhor do que ninguém, longe disso, nem quero perder tempo sendo um perfeccionista bitolado. Mas pode ter certeza que também não pretendo ser seu escravo.

Prefiro depender do mundo a depender de você!

Não aguento que me joguem na cara o tanto que fizeram por mim e o pouco que retribuí. Então tudo o que a maioria das pessoas faz por mim é com interesse de ser recompensado no futuro? Sim, claro… nada vem de graça, se não, qual seria a graça?

Quando alguém te ajuda, pode desconfiar. É um investimento. Raramente fazem doações. Pagam pela sua posse, para roubar seus direitos, para se meterem em sua vida, para te transformarem numa marionete, fazendo você fazer o que quer que façam.

Logo inventam um robô para isso, se é que já não o tem. Estou tão por fora de tudo, de qualquer notícia ou novidade. Mas, pensando bem, por que um robô se o mundo já está cheio de gente que aceita se submeter e sai bem mais barato?

Vejo que a pouca alegria que tinha, os poucos momentos prazerosos que me restaram parecem ter sumidos de minha vida, se é que alguma vez já os tive, assim como também sumi da vida.

Estou invisível para grande parte da sociedade, mas tudo bem… Sentimentos aparecem e desaparecem, assim como pessoas.

E agora, o que fazer? Não consigo tomar decisões fáceis como beber água ou o que comer, afinal, nem como direito mesmo, não faço nada direito. Quem dirá então decidir o rumo de minha vida?

De fato, isso nem me interessa, perdi o antigo interesse no que considerava importante. Não sei se é porque fiquei desinteressado ou porque nada mais tem importância.

Por que todos querem que encontremos a felicidade? Não posso viver triste por acaso? Qual lei proíbe isso?

Como se leis realmente ditassem o que fazemos. Piada! Leis só servem para os direitos dos poderosos e deveres do resto da população. Poderosos sem deveres, população sem direitos. Viva as leis!

Quer ser feliz? Siga as leis, pois se não seguir, acabará como eu. Mas eu não acabei com as leis. As leis que acabaram comigo.

O passado me assombra. Mas não por nunca mais querer voltar para aquilo. Só queria voltar a ser uma criança inocente. Talvez eu ainda seja inocente por acreditar nisso tudo. Ou talvez eu ainda seja uma criança, com essas palavras fracas e desconexas.

Não! Crianças fariam algo muito melhor do que eu. Com mais criatividade e liberdade de espírito. Eu preciso me policiar a todo momento, pois qualquer palavra proferida de um jeito duvidoso será usada contra mim no tribunal.

Julguem-me e joguem-me. Não mereço nada mais do que um descarte. Se me matassem seria fácil demais para mim. A alegria da sociedade é ver o sofrimento alheio. Eu gostava disso! Só que agora estou do outro lado.

É por isso que a sociedade não funciona e certamente nunca funcionará. Os desfavorecidos não gostam e fazem de tudo para mudar. E os poucos que conseguem sair de uma situação ruim e chegar ao topo, o que fazem? Esquecem todos os seus valores, seu passado, as pessoas que te ajudaram, sua família, seus amigos. Simplesmente passam a aceitar o lado dos favorecidos e explorar os desfavorecidos ao invés de ajudá-los.

Fracos, mesmo sendo maioria, não conseguem mudar o mundo. Fortes conseguiriam, mas não querem. Nem eu, nem você. Só queremos mudar o nosso mundo para melhor.

Quem irá se importar com os fracos e desfavorecidos como eu se nada vão ganhar em troca?

Sirenes estridentes gritam constantemente em minha cabeça, mesmo neste silêncio infernal.

Estou prensado, sufocado, estrangulado, mesmo sem nada estar encostando em mim. A dor é grande, e é tudo que sinto.

Não consigo explicar. Só consigo ir levando, aos poucos, quase nada.

O que esperar do futuro? HÁ-HÁ-HÁ! Qual futuro? O que é futuro certo, se não a morte? Viver é errado. Não faz sentido, mas não era para fazer.

Nem consigo me concentrar em coisas simples, quem dirá em meus pensamentos cheios de desalentos. Eu nem sei o que é desalento, mas me parece uma palavra bonita, com bom som para expressar a tristeza mascarada que vivo e poucos conhecem e ninguém entende.

De verdade mesmo ninguém sabe o que estou sentindo neste turbilhão mental. Tenho comida, mas não tenho fome. Tenho colchão, mas não tenho sono. Tenho tudo, mas não tenho nada.

Não cometi crime, mas sou julgado e condenado. Sou apenas doente, mas me aprisionam como um criminoso.

Estou encurralado. Socorro! Só corro.

Por que eu ainda estou vivo? Isso tem que acabar logo!

Fracassei em tudo, me sinto vazio, como um lixo em decomposição, expelindo mau cheiro e uma aparência horrível que ninguém quer ver, nem chegar perto.

Olho ao meu redor e o que vejo é dor e sofrimento. Mas não é qualquer dor e sofrimento. É minha dor e meu sofrimento.

Como eu gosto de ver a tristeza alheia. Mas o que vejo é somente alegria alheia e a minha tristeza.

O pior: não consigo mudar. Todos parecem melhores do que eu. Errei, perdi, sou derrotado.

Tudo é muito difícil, até coisas que fazia facilmente antes… Antes de entrar nessa.

Mas enfim, agora estou aceitando que sou mesmo culpado e mereço esse castigo maldito. Vou ficar preso e confinado para sempre.

Pelo menos, para minha “alegria”, talvez para sempre não seja mais do que alguns dias, até eu sair de vez da Terra, aliás, ir para debaixo da terra… Não! Mas o que eu fiz de tão ruim?

Será que sou pior do que os criminosos impunes dos políticos corruptos com suas vidas fáceis, dos traficantes milionários, dos estelionatários nunca encontrados, dos assassinos fugitivos… Por que eu e não eles que parecem sempre felizes, rindo, com vidas boas e confortáveis?

Odeio todos aqueles que dizem: você não tem motivos para estar nessa situação, está desperdiçando seu potencial, era para estar bem melhor, agora precisa mudar, crescer, reverter esse caminho, não fique triste, sorria, veja o lado bom…

Se eu conseguisse é claro que estaria melhor. Ninguém quer ficar desse jeito. Um bando de convencidos que não entendem nada do meu sofrimento.

Fique calmo. Não adianta se desesperar. Posso te ajudar a entender tudo e sair dessa. Vamos começar?

Boa Diagramação

Fácil leitura, bem organizado, compatível com seu smartphone, tablet ou leitor de ebook, como o Kindle.

Entrega imediata

A Amazon realiza a versão impressa sob demanda. E a versão digital é só salvar o arquivo após a efetivação da compra.

Leve em todos os lugares

Estará com seu livro à disposição, dentro do celular, e com salvamento automático onde parou para retomar a leitura.

“Este livro é uma ótima fonte de inspiração e indispensável para seguirmos o melhor caminho em nossas lutas.”

Amanda Vaz
Funcionária Pública

Sobre o Autor

Como superar a depressão? Como enfrentar o preconceito? Como vencer os problemas?

Nunca achei que fosse passar por isso...

Nunca acreditei ser real. Paguei sentindo na pele. Sofri muito, sei como é difícil, os preconceitos enfrentados, a indiferença de muitas pessoas, a solidão, as tentativas de esconder a tristeza, o interminável medo de que jamais acabaria. Superei, venci. Encontrei na leitura e na escrita uma boa terapia para esquecer os problemas. Com livro eu me livro. Quero que as pessoas derrotem a depressão e não o inverso. Espero que também encontre o que e quem te faz feliz!
Carlos Menesil - Autor

Como Comprar o Livro?

Livro vendido com exclusividade na Amazon em versão impressa ou digital (eBook)

  • 1

    Escolha versão Digital ou Impressa

    Após clicar no botão acima (Quero o Livro JÁ!), abrirá a página do site da Amazon. Escolha a versão 'eBook Kindle' (digital) ou 'Capa Comum' (impressa). Então, clique em 'Comprar agora' ou 'Adicionar ao Carrinho' e 'Continuar (1 item)'.

  • 2

    Cadastre-se ou Faça o Login

    Clique em 'Criar sua conta da Amazon' ou se já tiver cadastro, é só fazer seu login e seguir as etapas de acesso.

  • 3

    Escolha a forma de Pagamento

    Não se preocupe! O site da Amazon é um ambiente seguro para transações financeiras e um dos maiores comércios eletrônicos do mundo. Todos os seus dados estão protegidos e não temos acesso a nenhuma informação financeira.

  • 4

    Confirmando a compra

    Após a confirmação da compra é só baixar seu eBook ou aguardar o seu livro impresso chegar.

Comprar Livro Agora